MãesOnline

MãesOnline

anuncio

terça-feira, 26 de julho de 2011

Mães Online Entrevista - Patricia Madke

Gurias, hoje nosso Mães Online Entrevista é com a Patrícia Madke, 34 anos mãe da Luiza 6 anos e da Maitê 5 anos.

Patrícia e suas 2 princesinhas:  Luiza e Maitê
Como foi quando você descobriu que estava grávida? Quando ficastes sabendo? 
Foi mágico, na gravidez da Luiza eu tinha comprado um exame de farmácia para fazer no dia seguinte, pois já tinha agendado um curso de mergulho e não pode mergulhar grávida. Acordei sonhando que yinha feito o teste e tinha dado positivo. Pulei da cama e fui fazer o teste ( tremendo ) e deu positivo.... foi mágico, Mas não acreditei, como boa farmacêutica fui a outra farmácia e comprei outro teste, de outro marca, lote, rsrsr e também deu positivo.... aí a alegria foi completa.

Na gravidez da Maitê eu estava no meu primeiro dia de trabalho estava cobrindo uma menina que estava saindo de férias e tinham me contratado para isso.Não podemos manipular grávida, então antes de começar o trabalho fui fazer o exame só para ter certeza que eu não estava grávida. O exame estava demorando para sair e fui até o laboratório para ver o que acontecia pois quando é negativo sai bem mais rápido e este estava demorando... e a atendente ligou para a Central e me deu um sorrizinho. Achei que ela estava sendo simpática, pois não imaginava estar grávida já que tinha em casa uma bebê de 9 meses... quando ela me chamou fiquei paralizada.... chorava e dizia que tava errado!!Só pensava no compromisso que tinha assumido para cobrir as férias, e que não podia deixar elas na mão. Ai liguei pro meu marido que ficou mega feliz. Só fui relaxar quando conseguiram colocar outra pessoa no meu lugar para trabalhar, o que aconteceu no mesmo dia, e pude então curtir muito a notícia!!

Você já estava tentando à quanto tempo?
A gravidez da Luiza foi bem planejada e desejada. Eu havia parado de tomar anticoncepcional há 8 meses e estava na expectativa de engravidar a qualquer momento. Como estava demorando decidi que não queria mais tentar e foi justamente aí que eu engravidei, aquela coisa de “ desligar” mesmo, mudar o foco. Já a Maitê eu estava terminando a última cartela de anticoncepcional para lactentes e já tinha comprado o meu de costume. A Luiza ainda mamava no peito mas meu leite estava diminuído, por isso estava trocando de pílula... mas não deu tempo. Engravidei da Maitê na minha primeira ovulação depois de dar a luz à Luiza... e foi a melhor coisa que já aconteceu!!

Como foram os primeiros meses pra você? Tinha muitos enjôos? Medos?
Nas duas gravidez eu não senti nada, não enjoei.. só não sentia vontade de comer doce, sou uma formiga, e isso foi bem marcante para mim. Medos tb não tinha, mas a ansiedade acompanhava toda a gravidez, primeiro querendo passar a 12 semana, depois ver a Eco morfológica... só ficava tranqüila quando via a carinha delas... momento único e mágico!

Quando você descobriu o sexo do bebê?
A Luiza descobri com quase 20 semanas... foi com 18 semanas pois ela escondia. Já a Maitê com 13 semanas o médico disse que tinha 80% de chance de ser menina. O mais legal foi que a Luiza estava na sala enquanto fazíamos a eco e quando o médico falou que era uma menina ela começou a bater palmas... e ela era um bebê de 1 aninho entendeu o que ele tinha falado.. foi lindo*!

Você teve algum cuidado especial? 
Fiz acompanhamento com uma nutricionista e quando a barriga começou a pesar usava meia de compressão.. foi um alívio.

E pra se vestir? Alguma dica que funcionou muito bem contigo?
Eu tive as duas experiências, gravidez no verão e no inverno. Usei e abusei dos vestidos no verão e inverno legging sempre.

Você fez alguma atividade durante a gravidez? 
Na gravidez da Luiza fiz hidroginástica e na da Maitê eu dançava Jazz.

E os últimos meses? Como foram? 
Super tranqüilos nas duas gestações. Eu acordava mais vezes durante a noite, tinha câimbra e também um pouco de azia mas levava tudo numa boa. Acho que tudo depende da maneira que a gente encara as coisas, e eu fui muito tranqüila, não me lembro de passar trabalho nem de sofrer com o tamanho da barriga..

Quando a hora do parto foi se aproximando, o que você sentia? Lembras como foi? 
Expectativa! Nossa passava os dias pensando que podia ser a qualquer hora.. a mala já estava pronta na porta. Esperava a qualquer momento que a bolsa rompesse, ou as contrações.... E estes dias foram intermináveis para mim. Encontrei a Marisa Orth quando estava grávida da Luiza numa viagem para Paraty e ela viu a minha barriga e disse que a gravidez era 8 meses e mais um ano... por conta da demora deste último mês a passar.. e foi bem assim mesmo. Na gravidez da Lú esperei até as 41 semanas o parto normal e nada... então a espera foi beeem longa!!! Mas deliciosa demais! Na da Maitê era tanta correria com os cuidados da Luiza que nem vi o tempo passar... quando vi já estava ganhando... mas nem por isso deixou de ser um momento único

Parto Normal ou Cesárea? 
Infelizmente cesárea nas duas. Eu era uma obcecada por PN, li livros, fiz yoga, tudo que tu imaginas... desde o momento que eu engravidei eu disse que seria PN. Mas realmente aprendi que parto bom é aquele que o corpo da gente pode ter e que traz o teu filho ao mundo com segurança. A minha obstetra sabia deste meu desejo e esperou até 41 semanas pelo PN, mas eu não estava dilatada e a bebê não tinha encaixado.... nós esperamos pois eu estava plena de saúde, e a Luiza também, monitorávamos diariamente e por isso pudemos esperar. Quando ela achou que o tempo de espera estava no limite resolvemos fazer a cesárea. Confesse que fiquei muito frustrada, chorei muito pois desejava demais o PN, mas fiz a cesárea e foi lindo e mágico também. No hospital mesmo quando a obstetra foi me dar alta perguntei quando eu poderia engravidar novamente, ela disse que nunca ninguém tinha feito esta pergunta a ela e disse já que eu queria PN no mínimo 1 ano depois da cesárea.... mas 9 meses e meio depois chego ao consultório grávida novamente.....rsrsr. Sabendo do meu desejo ela esperou o PN mas disse que como fazia menos de um ano da cesárea era mais complicado o PN. Fomos monitorando... acontece que no último mês eu comecei a emagrecer... no final da gravidez eu tinha engordado 7 kg apenas...e continuava emagrecendo.... e a eco mostrou que a bebê tb.. então com 38 semanas tive que fazer outra cesárea. No entanto nesta gestação tive muita contração e quase tive ela por PN na noite anterior... senti as dores do parto que eu tanto desejava!!!! Mas elas passaram e na manhã seguinte a Maitê veio ao mundo por uma cesárea tranqüila.

Hoje depois de ser mãe, o que esta palavra significa pra ti? 
Nossa, ser mãe é a minha verdadeira vocação. É o sentido e o norte da minha vida. Amo tudo na maternidade, não é fácil, as vezes acho que vou ficar louca pois elas já estão grandes e as exigências são outras...mas, na minha opinião, não tem nada melhor na vida, do que ser mãe. A maternidade realmente mudou a minha vida e o jeito de eu ver a vida. Agora que elas cresceram tenho duas amigas em casa, que me ajudam, opinam sobre as coisas, conversam... é casa cheia, companhia, risos, choros, brigas.......mas alegria e amor acima de tudo!!! Já fico louca para ter mais um bebê, rsrsrsr!!

É mãe de mais de um filho? Como foram essas experiências? 
Tudo de bom. Realmente cada filho é um, cada um tem seu tempo seu jeito, sua personalidade. Aprendo muito mais com elas do que elas comigo; com uma aprendi a ter mais paciência, com outra a aceitar o jeito mais tímido e diferente do meu de pensar e a admirar esta diferença. Na verdade penso que os filhos na vida da gente tem um papel fundamental para a nossa evolução como pessoa mesmo. Eu me sinto muito mais humana e aprendi a respeitar cada pessoa da maneira que ela é depois de ter as minhas filhas.E o mais legal é ver esta cumplicidade entre elas, ver a amizade, o respeito e a admiração que uma sente pela outra... ver o carinho entre elas e as brincadeiras me emocionam e me fazem acreditar que isso é o que mais vale na vida e o que realmente me faz feliz: poder participar da vida das minhas filhas e vê-las crescer e serem felizes; e assim se tornarem pessoas que vão fazer a diferença neste mundão.


Obrigada Pati! 

Um comentário:

  1. Linda entrevista Flá!! Muito inspiradora!

    Bjão

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...